Avaliação e Desempenho Autárquico

Rating Municipal

+

SRM-ICM

Sistema de Rating Municipal

Contexto e enquadramento

Vivemos tempos competitivos no qual os sistemas de rankings são um importante instrumento de diferenciação da qualidade dos produtos e serviços prestados pelas empresas e instituições, independentemente da sua natureza. É neste contexto que as cidades, enquanto objeto de estudo, têm vindo a ser alvos de múltiplos índices, anotações e classificações. Desde a antiguidade, a cidade é um local de reunião, encontro e partilha, onde se conjugam, economia e conhecimento, pessoas e cultura, segurança e poder. Chamando à coação o último relatório da ONU, sobre a urbanização mundial, pode-se constatar um importante fluxo migratório para as cidades nos últimos 25 anos, donde resultou que metade da população mundial passasse a viver em áreas urbanas (UN 2015). A cidade passou a ser uma esponja humana, subordinada às leis da oferta e da procura, onde as pessoas procuram trabalho, educação, habitação, mobilidade e segurança, e sempre no pressuposto que as cidades que mais inovam e desenvolvem os seus conhecimentos são mais prósperas, justas e inclusivas, logo mais atrativas e saudáveis.


SISTEMA DE RATING MUNICIPAL

Definição

Conceito do sistema

O SRM é um sistema do produto CIDIUS que se insere na corrente das smart cities e do urban analytics, que preconiza o desenvolvimento de conhecimento e inteligência nos e dos contextos urbanos. Em sentido geral, o SRM é um mecanismo de avaliação das expetativas e perceções da comunidade em torno da intervenção dos eleitos e das dinâmicas municipais.

Em termos concretos, consiste num modelo de análise e numa plataforma digital mediadora da relação construtiva entre o município e a cidadania. Ou seja, o SRM é um instrumento de gestão e uma ferramenta inovadora no panorama nacional e europeu.

O SRM é um modelo global, integrador, estrutural, longitudinal, probabilístico e de estimação da performance da autarquia e da da percepção dos munícipes. A abordagem estrutural consiste na atribuição de uma ponderação aos vetores de intervenção política, cuja concretização no tempo é valorizada entre a nossa empresa e a autarquia, cruzando essa realidade com a percepção da cidadania perante as realizações do executivo autárquico. Deste modo, trata-se, muito provavelmente, da abordagem mais poderosa e ponderada de avaliação das performances autárquicas.

Neste momento, o SRM é formado pelo Índice de Cumprimento Municipal (ICM) e o Índice de Transparência Pública (ITP). O ICM contempla o apuramento das realizações do executivo municipal e a quantificação do valor percebido pelo cidadão, a satisfação do munícipe e a lealdade do eleitor. Por seu lado, o ITP é alicerçado na avaliação pública, na óptica do cidadão, no que se refere ao comportamento da Instituição e dos seus servidores públicos.


SISTEMA DE RATING MUNICIPAL

Vantagens competitivas

Propriedades do sistema

Tanto o índice de desempenho autárquico (IDA) como o índice geral de satisfação (IGS) são obtidos através da abordagem estrutural, possuidora de um conjunto de propriedades como:

  • Capacidade de diagnóstico, isto é, a capacidade do modelo explicar e quantificar as causas dos valores dos diferentes índices e, em particular, dos índices de satisfação dos munícipes;
  • Capacidade de comprovação, ou seja, a capacidade dos índices em discriminar os resultados da gestão autárquica;
  • Capacidade de comparação, ou seja, a possibilidade de comparar índices dos diferentes agregados/variáveis por freguesia ou concelho, por forma a determinar as zonas ou variáveis onde devemos continuar a investir em termos de realizações autárquicas.

SISTEMA DE RATING MUNICIPAL

Instrumento de gestão


Enquanto instrumento de gestão:

  • Sistematiza e controla a execução dos eixos de intervenção política apresentados no programa eleitoral;
  • Integra o valor percebido do cidadão, a satisfação do munícipe e a lealdade do eleitor como objetivo na gestão dos municípios, facultando-lhes instrumentos de gestão e intervenção pública;
  • Fornece aos municípios um quadro de informação e comunicação entre o poder público e o cidadão, através da avaliação dos níveis de informação e conhecimento públicos sobre o desempenho municipal;
  • Constrói uma plataforma de produtividade pública, tanto para o autarca como para o cidadão, por forma a comparar os níveis de expetativas e satisfação do cidadão em relação aos vetores de intervenção política;
  • Contribui para a competitividade e o desenvolvimento económico do município, bem como para o incremento da noção de cidadania e transparência pública.

HISTÓRICO

Cronologia de Desenvolvimento

Relação histórica do nosso desenvolvimento científico e dos diferentes índices de avaliação.


01234567890012345678900123456789001234567890

RESULTADOS

1º Semestre


Criação e desenvolvimento da ideia do Sistema de Rating Municipal



01234567890012345678900123456789001234567890

RESULTADOS

2º Semestre


Criação do Índice de Cumprimento Municipal, nas suas vertentes de Desempenho Autárquico e Satisfação Municipal.



01234567890012345678900123456789001234567890

RESULTADOS

1º Semestre


Desenvolvimento do Modelo Geral de Satisfação

Criação do Índice de Transparência Municipal



01234567890012345678900123456789001234567890

RESULTADOS

2º Semestre


Criação do protótipo da Plataforma de Apoio ao Processo de Decisão denominada CIDIUS.